logo donadelas

Erre, mas erre rápido

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Olá! Sou Vitória Azevedo, tenho 24 anos, uma garota que deixou a sua cidade (Santa Inês, no Maranhão), para estudar em Imperatriz/MA e conquistar o sonho de ser Engenheira de Alimentos.

Minha história no empreendedorismo começou muito cedo, quando eu tinha 7 anos de idade. Minha tia Genilda, que é artesã me ensinou a fazer biscuit, crochê e bijuterias. Com os conhecimentos adquiridos com ela, comecei a levar para a escola colares e vender para as minhas professoras, enquanto no período da tarde eu colocava uma mesa na porta da casa e vendia as bijuterias para as pessoas que estavam passando, porém não obtive muito resultado com esse negócio.

Com o tempo eu tive outra ideia: na minha casa funcionava uma escola de reforço com cerca de 20 alunos, então comecei a vender jujubas, biscoitos, refrigerantes e cachorro quente, isso aos 9 anos.

Aos 13, comecei a trabalhar em uma hamburgueria, ali foi onde começou minha paixão pela área de alimentos. Aprendi a fazer hambúrgueres, sucos, caldos e a atender as pessoas. Tive a oportunidade de tomar conta desse negócio durante uma semana, enquanto a proprietária estava em viagem. Naquela semana eu percebi que eu era capaz de tudo, eu Vitória, uma garota de 13 anos, tomando de conta de uma hamburgueria e dos funcionários, desde a abertura, até o fechamento.

vitória azevedo engenheira de alimentos

Passei 5 meses na hamburgueria, porém nunca parei, já trabalhei em biblioteca de faculdade, panfletagem, em loja de brinquedos e bordando vestidos de noivas.

Em 2015 entrei na Universidade Federal do Maranhão – UFMA, para cursar engenharia de alimentos. Durante o curso comecei a vender geladinhos no período das férias, de início vendendo 20 unidades por dia, e quando me dei conta já estava vendendo 80 a 100 unidades por dia, tinha uma sócia que ficava responsável pelos geladinhos de sabores tradicionais e eu pelos geladinhos gourmets.

Eu percebi que era um ramo muito bom e que eu iria conseguir me sustentar com a venda dos geladinhos, então decidi sair da casa dos meus tios e fui morar a uma quadra da minha sócia, pois fabricávamos durante o final de semana e guardávamos no freezer que tinha na casa dos pais dela.

Com a venda dos geladinhos consegui adquirir fogão, geladeira, cama e cômoda, foram meses de conquistas e eu vi que estava dando certo. Após 6 meses, consegui um estágio em uma indústria de bebidas e foi uma das épocas que comecei a ter sintomas de depressão, pois o que eu ganhava com o estágio era o equivalente ao valor que pagava para o transporte; as vendas dos geladinhos caíram após eu contratar uma pessoa para vender no meu lugar, as contas estavam chegando, aluguel atrasado e não tinha dinheiro mais para a comida. Meu rendimento na universidade caiu drasticamente e eu só queria chorar e focar no problema, pois eu não sabia como resolver.

Eu já não sabia mais o que fazer, então decidi sair do estágio após ouvir o conselho do meu namorado, Frederico. Foi um alívio tão grande, pois a partir dessa decisão, eu consegui organizar minha vida. Eu decidi vender tudo o que eu tinha conquistado para quitar as dívidas, fiquei só com um freezer usado que comprei para investir nos geladinhos, um colchão de ar, minhas roupas e uma cômoda.

Fui morar com mais 2 colegas da faculdade, porém 3 meses depois elas tiveram que ir embora e eu me vi perdida novamente, além de que o freezer que eu tinha comprado não funcionava mais, mas eu consegui sair dessa novamente.

No ano de 2020, foi um ano complicado para todos! No mês de janeiro chegou a faltar mantimento em casa, mas eu não desisti e consegui um emprego em um laboratório de análise de alimentos. Após 5 meses fui demitida, e não sei o motivo da demissão até hoje, eu entrei em desespero, em plena pandemia desempregada, fiquei mais em contato com a família e amigos, caminhava… Nesse tempo entendi que não precisava me desesperar e que as coisas iriam se ajeitar aos poucos.

Em outubro de 2020 decidi que abriria minha empresa de consultoria de alimentos, juntamente com um sócio. Alugamos um escritório juntos e dia 4 de janeiro de 2021 surgiu a ProQuali – Consultorias e Soluções. Mas a sociedade não vigorou por muito tempo, entendemos que nossos objetivos e ideias eram divergentes e decidi seguir em frente sozinha, após participar de algumas mentorias pontuais, uma delas proporcionada por conta da minha participação no grupo Mulheres de Negócios de Imperatriz.

vitória azevedo engenheira de alimentos

Quando comecei a acreditar em mim novamente, as oportunidades começaram a aparecer, consegui meus primeiros clientes, mostrei qualidade no serviço oferecido, fui chamada para ser consultora para o SEBRAE, e alguns restaurantes começaram a conhecer meu trabalho.

O grande aprendizado que tive nesses últimos meses foi reconhecer que tudo tem o seu tempo, basta você fazer a sua parte, ter foco e não desistir no meio do caminho!

Sou Vitória Azevedo, Engenheira de Alimentos, proprietária da ProQuali Consultoria e Soluções, em Imperatriz, Maranhão.

@ProQualiConsultoria

Como você se sente após ler esse conteúdo?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

*Os textos de nossas colunistas são de inteira responsabilidade das mesmas e não refletem, necessariamente, a opinião da Donadelas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos da Autora

Assine a nossa newsletter