logo donadelas

Notícias & Negócios 02 a 08 de janeiro de 2022

E-COMMERCE

VINTAGE

Terminamos o ano com um exemplo de empreendedorismo feito em casa. A empreendedora Aline Jorge, de 34 anos, foi uma das milhares de mulheres no Brasil que decidiram encarar o desafio de abrir o próprio negócio durante a pandemia. Formada em letras e em design de produtos, a paranaense criou, em 2020, o Botanismo, um e-commerce de itens de decoração e papelaria inspirados em uma temática vintage, que a tirou do desemprego e hoje fatura em torno de R $ 12 mil por mês.

Crédito: Divulgação

VENDAS ON-LINE

Muito além de ter a liberdade de poder desenvolver os seus produtos próprios, ela conta que o isolamento social também a fez querer mudanças na decoração da casa. “Eu precisava ter coisas bonitas ao meu redor. Queria me sentir bem dentro de casa, já que eu não estava mais saindo por causa da pandemia”, relata. E, diante da procura do público pelos produtos que tinha, ela decidiu comercializá-los na internet com a marca Botanismo, totalmente on-line, vendida pelo site da marca, enquanto o contato com os clientes acontece por meio das redes sociais.

PIAUÍ

ECONOMIA SOLIDÁRIA

Dados divulgados pela Agência Sebrae de Notícias (ASN) mostram que o Piauí ocupa a 3ª posição no Nordeste em percentual de mulheres donas de negócios. Para a secretária municipal de Economia Solidária (SEMEST), e também empreendedora, Gessy Fonseca, o apoio ao segmento é primordial para o avanço de medidas em combate à crise econômica, ocasionada pela pandemia e para incentivar mulheres que desejam empreender.

RESULTADOS

De fato, só em 2021, o projeto Feiras SEMEST gerou mais de R$ 206 mil para micro e pequenas empreendedoras, contribuiu para o fomento da economia dos bairros de Teresina, com oportunidades de trabalho e renda. Além disso, trouxe visibilidade e espaço para o crescente avanço do empreendedorismo feminino na capital. A logística das feiras busca proporcionar aos empreendedores um local no qual pudessem captar e ampliar sua cartela de clientes para obterem êxito nos empreendimentos.

BAHIA

AFRO MODA

A Prefeitura de Salvador, em parceria com o Parque Social, prossegue com inscrições abertas para o programa Afro Moda em Redes, que tem objetivo de fomentar o empreendedorismo feminino em comunidades de baixa renda de Salvador para a produção e gestão de conteúdos em mídias sociais voltados ao mercado afro.

INSCRIÇÕES

Com apoio da Fundação Banco do Brasil e do Projeto de Inclusão Socioprodutiva (PIS), a ação é voltada para 240 jovens mulheres, com idade entre 16 e 24 anos, que estejam cursando ou que já tenham concluído o ensino médio, e que sejam residentes em comunidades de Salvador. A capacitação será realizada de forma remota três vezes por semana, cada uma com duração de quatro horas. As interessadas para a capacitação podem se inscrever pelo https://bityli.com/HGCukAN

MARISA PELO BRASIL

PROGRAMA SOU SÓCIA

Também para estimular as mulheres empreendedoras, a rede de moda feminina e lingerie Marisa anunciou a repaginação do seu Programa “Sou Sócia”, que foi lançado em maio de 2020 e é válido para todo o país, funcionando como plataforma de venda digital. Mas agora, o programa foi modernizado com o propósito de ajudar as consumidoras da Marisa a gerarem renda extra com a venda de produtos da marca. O programa é válido em todo o país e permite a venda de todos os itens disponíveis nas lojas físicas pelo site da marca.

Crédito: Rede Marisa/Divulgação

ESTRATÉGIA

Além de reformulação do layout, com a repaginação, a plataforma ganhou um sistema mais intuitivo, desenvolvido com base na experiência e vivência das próprias “sócias”. Somadas à oferta de workshops e treinamentos gratuitos, a estratégia visa alavancar as vendas e comissões das empreendedoras. Aliás, a comissão varia de 5% a 10% e não incide apenas sobre as vendas, mas também sobre serviços como entrega e frete. O Sou Sócia permite a venda de todos os itens disponíveis nas lojas físicas da Marisa por meio do site da marca, mas com a possibilidade de usar o código da vendedora em questão, também por meio de um link com URL personalizada. Se interessou? O endereço é https://www.marisa.com.br/sousocia

FELIZ 2022!

Terminamos um ano, o segundo, em que chegar inteiras e com saúde faz gritar a gratidão pela vida, e por todas as conquistas, mesmo as que parecem pequenas!

Em minha busca por informações de negócios, capacitações, crédito e relacionamentos para trazer a vocês, empreendedoras Donadelas, me deparei com uma pesquisa que mostra o quanto as mulheres têm apostado alto no empreendedorismo. Segundo levantamento do Sebrae, em parceria com o movimento Aladas, grande parte das brasileiras que começaram a empreender na pandemia precisaram tirar dinheiro do próprio bolso para dar o primeiro passo.

De acordo com a pesquisa, 78% das entrevistadas abriram seus negócios com recursos próprios e apenas 6% contaram com a ajuda de bancos. A pesquisa mostra ainda que nós, mulheres, somos as mais adimplentes e, mesmo assim, encontramos dificuldade de conseguir financiamentos bancários. Quando conseguimos, acabamos aceitando juros mais elevados (segundo o BMI, 3,5% a mais) pela dificuldade de negociar a condição oferecida.

Por isso, este ano vou investir ao máximo em pesquisas de créditos para mulheres, e convoco você a não perder nenhuma oportunidade de se documentar e buscar todas as oportunidades possíveis de crédito justo.

Além disso, desejo a todas um 2022 movido ainda mais pelo espírito empreendedor de cada uma que, de alguma forma, passou ou contribuiu com a rede Donadelas, feita por muitas mulheres reais que se desafiam todos os dias para empreender!

Feliz 2022 a todas nós!

Como você se sente após ler esse conteúdo?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

*Os textos de nossas colunistas são de inteira responsabilidade das mesmas e não refletem, necessariamente, a opinião da Donadelas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine a nossa newsletter